Você assina um pacote de créditos de energia que são produzidos em nossas fazendas solares.

A distribuidora mede todo mês seu consumo de energia, como sempre fez, e agora abate esses créditos mais baratos da sua conta de luz.

Você Economiza. É simples, fácil, e confiável.

SIMULADOR

Para economizar sem investir nada!

PERGUNTAS FREQUENTES

1. Como funciona esse desconto?

As fazendas solares parceiras da Economia na Energia geram energia e entregam na rede da Cemig. Essa energia gera créditos que serão compensados na fatura da Cemig da sua residência ou empresa ao contratar um percentual de participação, de acordo com seu histórico de consumo. Vale ressaltar que nesse modelo não há custo algum para você.

2. Quem está elegível ao desconto na conta da Cemig?

Qualquer* pessoa física (PF) ou jurídica (PJ), não classificada como rural, industrial ou de alta tensão com consumo mensal superior a R$150,00 (PF) ou R$300,00 (PJ), atendida pela CEMIG, pode ter acesso aos descontos. 

*Sujeita a análise de crédito e perfil de consumo.

3. Mas e se a conta de energia estiver no CPF ou CNPJ de outro titular?

Neste caso é necessário regularizar o cadastro junto à CEMIG. Nós podemos te ajudar com esse procedimento.

4. Esse modelo de negócio e os descontos são regulamentados?

Sim. A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) regulamentou essa atividade através da Resolução Normativa nº 482 de 2012, permitindo aos consumidores de energia elétrica de todo país produzirem sua própria energia elétrica, seja instalando um sistema solar no telhado da sua casa/estabelecimento, seja participando de uma fazenda solar.

5. E como ficará minha relação com a Cemig?

Permanecerá a mesma. A distribuidora de energia, como o próprio nome diz, é responsável apenas por coletar a energia elétrica de alguém que a gerou (por exemplo, a usina hidrelétrica de Itaipu) e “distribuir” a mesma para seus consumidores. A única diferença é que agora você é seu próprio gerador.

6. Caso minha energia acabe, quem devo avisar?

Qualquer problema com a rede elétrica da sua localidade é a Cemig que continua sendo seu ponto de contato. Nesse sentido, nada muda no seu dia a dia do ponto de vista técnico/operacional.

7. E como fica a questão financeira ao aderir?

– Sob a ótica da distribuidora de energia: hoje, a distribuidora de energia cobra de você tanto os custos para ela distribuir a energia, quanto os custos de quem gerou a energia. Após recolher os recursos com você, ela fica com a parte associada à distribuição e repassa para o gerador os custos de geração. Ao aderir à Fazenda Solar, ela não precisa mais recolher de você a parte associada à geração, uma vez que você mesmo produziu sua energia.

– Sob a sua ótica: mensalmente, a distribuidora irá descontar do seu consumo toda a energia elétrica que você mesmo produziu pelo seu lote. Caso seu lote produza menos do que você necessita no mês, a distribuidora irá te entregar a diferença e, consequentemente, cobrar por isto. Caso seu lote produza mais, você fica com um crédito para usar nos meses subsequentes.

8. Preciso pagar algo no momento da contratação?

Não! Você precisa apenas estar de acordo com as condições comerciais e assinar digitalmente o termo de adesão. Você só começa a pagar após do recebimento do crédito em sua conta de energia.

9. Posso sair a qualquer momento?

Cada plano possui uma regra comercial específica, de acordo com o perfil do cliente e as condições ofertadas. Não se preocupe, na sua proposta deixaremos claro todas as informações sobre possíveis prazos, se houverem.  

10. Resumindo, quais são os benefícios?

Além de agora você gerar sua própria energia, ela é de fonte renovável, inesgotável e, o principal, você ainda garante um desconto na sua conta de energia.

11. E como a Economia na Energia e seus parceiros ganham dinheiro?

Nossos parceiros constroem as fazendas solares com recursos próprios e as rentabilizam com a administração e comercialização de seus lotes. A Economia na Energia é remunerada pelas fazendas solares por realizar os contatos comerciais através do seu teleatendimento, intermediando a relação entre parceiros e seus consumidores.